Kaspersky Security Center

Instalação do Kaspersky Security Center Linux nos nós do cluster de failover do Kaspersky Security Center Linux

19 de julho de 2024

ID 222473

Este procedimento descreve como instalar o Kaspersky Security Center Linux nos nós do cluster de failover do Kaspersky Security Center Linux. O Kaspersky Security Center Linux é instalado separadamente em ambos os nós do cluster de failover do Kaspersky Security Center Linux. Primeiro, você instala o aplicativo no nó ativo e, em seguida, no passivo. Ao instalar, você escolhe qual nó ficará ativo e qual será passivo.

Use o arquivo de instalação ksc64_[version_number]_amd64.deb or ksc64-[version_number].x86_64.rpm, que corresponde à distribuição Linux instalada no seu dispositivo. Para receber o arquivo de instalação, baixe-o do site da Kaspersky.

Instalação no nó primário (ativo)

Para instalar o Kaspersky Security Center Linux no nó primário:

  1. Verifique e confirme se o dispositivo no qual deseja instalar o Kaspersky Security Center Linux está executando em uma das distribuições Linux compatíveis.
  2. Na linha de comando, execute os comandos fornecidos nesta instrução.
  3. Execute a instalação do Kaspersky Security Center Linux. Dependendo da sua distribuição Linux, execute um dos seguintes comandos:
    • sudo apt install /<caminho>/ksc64_[version_number]_amd64.deb
    • sudo yum install /<caminho>/ksc64-[version_number].x86_64.rpm -y
  4. Execute a configuração do Kaspersky Security Center Linux:

    sudo /opt/kaspersky/ksc64/lib/bin/setup/postinstall.pl

  5. Leia o Contrato de Licença do Usuário Final (EULA) e a Política de Privacidade. O texto é exibido na janela de linha de comando. Pressione a barra de espaço para ver o próximo segmento de texto. Depois, quando for solicitado, digite os seguintes valores:
    1. Digite y (sim), se você entende e aceita integralmente os termos do EULA. Digite n (não) se você não aceita os termos do EULA. Para usar o Kaspersky Security Center Linux, é necessário aceitar os termos do EULA.
    2. Digite y (sim) se você entendeu e aceita os termos da Política de Privacidade e se você concorda que seus dados serão tratados e transmitidos (incluindo a países terceiros), conforme descrito na Política de Privacidade. Digite n (não) se você não aceita os termos da Política de Privacidade. Para usar o Kaspersky Security Center Linux, é necessário aceitar os termos da Política de Privacidade.
  6. Selecione o Nó de cluster primário como um modo de instalação do Servidor de Administração.
  7. Quando for solicitado, digite as seguintes configurações:
    1. Insira o caminho local para o ponto de montagem do compartilhamento de estado.
    2. Insira o caminho local para o ponto de montagem do compartilhamento de dados.
    3. Escolha o modo de conectividade do cluster de failover: por meio de um adaptador de rede secundário ou de um balanceador de carga externo.
    4. Caso um adaptador de rede secundário seja usado, insira o nome dele.
    5. Quando for solicitada a inserção do nome DNS do Servidor de Administração ou do endereço IP estático, digite o endereço IP do adaptador de rede secundário ou o endereço IP do balanceador de carga externo.
    6. Digite o número da porta SSL do Servidor de Administração. Por padrão, a porta 13000 é usada.
    7. Avalie o número aproximado de dispositivos que você deseja gerenciar:
      • Se você tem de 1 a 100 dispositivos em rede, digite 1.
      • Se você tem de 101 a 1000 dispositivos em rede, digite 2.
      • Se você tem mais de 1000 dispositivos em rede, digite 3.
    8. Digite o nome do grupo de segurança para serviços. Por padrão, é usado o grupo 'kladmins'.
    9. Digite o nome da conta e inicie o serviço do Servidor de Administração. A conta deve ser de um membro do grupo de segurança digitado. Por padrão, é usada a conta 'ksc'.
    10. Digite o nome da conta para iniciar outros serviços. A conta deve ser de um membro do grupo de segurança digitado. Por padrão, é usada a conta 'ksc'.
    11. Selecione o DBMS que foi instalado para funcionar com o Kaspersky Security Center Linux:
      • Caso tenha instalado o MySQL ou o MariaDB, digite 1.
      • Caso tenha instalado o PostgreSQL ou o Postgres Pro, digite 2.
    12. Digite o nome DNS ou endereço IP do dispositivo no qual o banco de dados está instalado.
    13. Digite o número da porta do banco de dados. Esta porta é usada para comunicação com o Servidor de Administração. Por padrão, as seguintes portas são usadas:
      • Porta 3306 para MySQL ou MariaDB
      • Porta 5432 para PostgreSQL ou Postgres Pro
    14. Digite o nome do banco de dados.
    15. Digite o login da conta raiz do banco de dados usada para acessar o banco de dados.
    16. Digite a senha da conta raiz do banco de dados usada para acessar o banco de dados.
  8. Aguarde que os serviços sejam adicionados e inicializados automaticamente:
    • klnagent_srv
    • kladminserver_srv
    • klactprx_srv
    • klwebsrv_srv
  9. Crie uma conta que agirá como um administrador do Servidor de Administração. Digite o nome de usuário e senha. A senha de usuário não pode ter menos de 8 nem mais de 16 caracteres.

O usuário é adicionado e o Kaspersky Security Center Linux é instalado no nó primário.

Instalação no nó secundário (passivo)

Para instalar o Kaspersky Security Center Linux no nó secundário:

  1. Verifique e confirme se o dispositivo no qual deseja instalar o Kaspersky Security Center Linux está executando em uma das distribuições Linux compatíveis.
  2. Na linha de comando, execute os comandos fornecidos nesta instrução.
  3. Execute a instalação do Kaspersky Security Center Linux. Dependendo da sua distribuição Linux, execute um dos seguintes comandos:
    • sudo apt install /<caminho>/ksc64_[version_number]_amd64.deb
    • sudo yum install /<caminho>/ksc64-[version_number].x86_64.rpm -y
  4. Execute a configuração do Kaspersky Security Center Linux:

    sudo /opt/kaspersky/ksc64/lib/bin/setup/postinstall.pl

  5. Leia o Contrato de Licença do Usuário Final (EULA) e a Política de Privacidade. O texto é exibido na janela de linha de comando. Pressione a barra de espaço para ver o próximo segmento de texto. Depois, quando for solicitado, digite os seguintes valores:
    1. Digite y (sim), se você entende e aceita integralmente os termos do EULA. Digite n (não) se você não aceita os termos do EULA. Para usar o Kaspersky Security Center Linux, é necessário aceitar os termos do EULA.
    2. Digite y (sim) se você entendeu e aceita os termos da Política de Privacidade e se você concorda que seus dados serão tratados e transmitidos (incluindo a países terceiros), conforme descrito na Política de Privacidade. Digite n (não) se você não aceita os termos da Política de Privacidade. Para usar o Kaspersky Security Center Linux, é necessário aceitar os termos da Política de Privacidade.
  6. Selecione o Nó de cluster secundário como um modo de instalação do Servidor de Administração.
  7. Quando for solicitado, insira o caminho local para o ponto de montagem do compartilhamento de estado.

O Kaspersky Security Center Linux é instalado no nó secundário.

Verificação de serviço

Use os comandos a seguir para verificar se o serviço está sendo executando ou não:

  • systemctl status klnagent_srv.service
  • systemctl status kladminserver_srv.service
  • systemctl status klactprx_srv.service
  • systemctl status klwebsrv_srv.service

Agora, é possível testar o cluster de failover do Kaspersky Security Center Linux para verificar se ele foi configurado e funciona corretamente.

Este artigo foi útil?
O que podemos melhorar?
Agradecemos o seu comentário! Ele nos ajuda a melhorar.
Agradecemos o seu comentário! Ele nos ajuda a melhorar.