Cenário de modificação de configurações de rede para todos os nodes

23 de maio de 2024

ID 242105

O cenário para modificar as configurações de rede de todos os nodes do cluster envolve as seguintes etapas:

  1. Desativando o processamento de tráfego de e-mail no node

    Caso esteja usando um balanceador de carga, desative a carga no respectivo node, nas configurações do balanceador de carga. Caso não esteja usando um balanceador de carga, na interface da Web do Kaspersky Secure Mail Gateway, desative o recebimento de mensagens do node selecionado.

    Depois de desativar a carga, aguarde até que as mensagens de todas as filas sejam completamente enviadas para os nodes.

  2. Alterando o endereço do node de controle

    Para fazer isso, no node Control:

    1. Modificação das configurações de rede de um node no Modo Suporte Técnico.

      É possível modificar as configurações de rede do sistema operacional, os endereços IP dos adaptadores de rede, o endereço padrão do gateway e os endereços do servidor DNS.

    2. Teste as configurações de rede do sistema operacional no node.

      Esta etapa tem o objetivo de garantir que as novas configurações de rede estão aplicadas de fato.

    3. Modifique os registros A e PTR no servidor DNS do nó de Controle para corresponder ao novo endereço IP e nome de domínio do node.

      Isso é necessário para o correto funcionamento da autenticação Kerberos com a tecnologia Single Sign-On e para a interação com outros sistemas de e-mail.

    4. Altere o endereço IP do node no aplicativo no Modo Suporte Técnico

      Esta etapa é necessária caso o endereço IP ou a porta do node tenham sido modificados.

  3. Removendo os nodes secundários do cluster

    Efetue o login na interface da Web do node Control usando o novo endereço e remova todos os nodes secundários do cluster.

    Se o cluster contiver um node único, ignore esta etapa e siga para a etapa 6.

  4. Alterando os endereços de nodes secundários

    Altere os endereços de todos os nodes secundários, um por um. Para isso, em cada node:

    1. Modifique as configurações de rede de um node secundário no Modo de Suporte Técnico

      É possível modificar as configurações de rede do sistema operacional, os endereços IP dos adaptadores de rede, o endereço padrão do gateway e os endereços do servidor DNS.

    2. Teste as configurações de rede do sistema operacional no node.

      Esta etapa tem o objetivo de garantir que as novas configurações de rede estão aplicadas de fato.

    3. Modifique os registros A e PTR no servidor DNS do node secundário para corresponder ao novo endereço IP e nome de domínio do node.

      Isso é necessário para o correto funcionamento da autenticação Kerberos com a tecnologia Single Sign-On e para a interação com outros sistemas de e-mail.

    4. Altere o endereço IP do node no aplicativo no Modo Suporte Técnico

    Esta etapa é necessária caso o endereço IP ou a porta do node tenham sido modificados.

  5. Adicionando nodes secundários ao cluster

    Use o novo endereço do node Control para efetuar login na interface da Web e adicionar nodes secundários com os novos endereços ao cluster.

  6. Verificação da disponibilidade e integridade de todos os nodes do cluster

    É possível visualizar os status dos nodes do cluster na interface da Web do node de controle.

  7. Ativando o processamento de tráfego de e-mail no node

    Ativar a recepção de mensagens em nodes do cluster sob seus novos endereços, um por um. Certifique-se de que o tráfego está sendo processado sem erros.

Este artigo foi útil?
O que podemos melhorar?
Agradecemos o seu comentário! Ele nos ajuda a melhorar.
Agradecemos o seu comentário! Ele nos ajuda a melhorar.